Mineração brasileira será destaque no PDAC

Durante o PDAC será realizado o Brazilian Mining Day que vai posicionar o país em temas relacionados a investimentos, sustentabilidade, avanços regulatórios, além de mostrar cases de projetos

A Convenção Anual da Prospectors and Developers Association of Canada – PDAC 2023, acontece entre os dias 5 e 8 de março, em Toronto, no Canadá.  O PDAC reúne representantes de 130 países e mais de 30 mil profissionais, que juntos debatem perspectivas globais do setor, além   de servir como uma plataforma para negociações para ativos minerais e captação de investimentos em prospecção mineral.  

Este ano, o Brasil estará presente no PDAC novamente como “Mining Country Sponsor” do evento e com uma delegação composta de aproximadamente 80 profissionais de empresas privadas, órgãos governamentais e entidades representativas do setor mineral, sob a coordenação da Agência para o Desenvolvimento e Inovação do Setor Mineral Brasileiro (ADIMB), em parceria com ABPM, ANM, IBRAM, Câmara de Comércio Brasil Canadá (CCBC) e  Serviço Geológico.

“Sem dúvida teremos uma participação estratégica do Brasil no PDAC, com uma delegação formada por empresa majors e juniores, além de profissionais que atuam no setor como consultores, geólogos, engenheiros de minas, enfim, todo o ecossistema de mineração do Brasil,” comenta Marcos André Gomes Veiga Gonçalves, presidente do Conselho Superior da ADIMB.

PROGRAMAÇÃO – Na agenda do Brasil no PDAC, o Brazilian Mining Day (BMD) é o evento principal e será realizado em 6 de março, com apresentação de cases de projetos de prospecção mineral como motores para uma transição energética de baixo carbono e produtividade agrícola em diversos ambientes geológicos no país, além  de cenários estratégicos para o desenvolvimento do setor mineral brasileiro, perspectivas e oportunidades, governança regulatória  sustentabilidade e boas práticas.

“O Brazilian Mining Day vai apresentar projetos em estágio inicial e avançados.  O Brasil é muito grande e tem um potencial enorme e a gente sabe que tem muita atividade, como por exemplo na província de Alta Floresta, em Mato Grosso e no sudeste do escudo amazônico. Temos   visto muito trabalho na busca por minerais estratégicos e de transição energética, como lítio, no Vale do Jequitinhonha e província Borborema, isso impulsiona as pesquisas minerais no país,” destaca Gonçalves.

Brazil Pavilion – o Brasil, terá seu tradicional estande no Trade Show do PDAC. “O estande será um espaço de referência que vai proporcionar aos representantes governamentais e empresariais uma excelente infraestrutura de apoio para contatos comerciais e realização de negócios.  “Pela segunda vez teremos presença de empresas de tecnologia e startups.  Nosso interesse é colocar os profissionais do país em contato com o que existe de melhor na pesquisa mineral, na pequena, média e grande mineração e demonstrar aos participantes e investidores internacionais presentes na PDAC, o potencial econômico e infraestrutura para o desenvolvimento sustentável de projetos de mineração no Brasil. “afirma Gonçalves.

Para saber mais acesse:  https://www.adimb.org.br/brasilpdac/

Últimas Notícias