GEOLOGIA ESTRUTURAL APLICADA À EXPLORAÇÃO MINERAL E MINERAÇÃO

GEOLOGIA ESTRUTURAL APLICADA À EXPLORAÇÃO MINERAL E MINERAÇÃO
Instrutor: Roberto Vizeu Lima Pinheiro (UFPA)
Belo Horizonte – MG
22 a 26 de abril de 2019

APRESENTAÇÃO
Existe uma considerável distância entre o entendimento dos conceitos de Geologia Estrutural e sua aplicação na Geologia de Depósitos Minerais. Este curso apresenta conexões entre estes dois assuntos. O foco é dirigido para o reconhecimento e compreensão das estruturas tectônicas e suas interações com fluidos, em diferentes condições mecânicas e geológicas.

PÚBLICO ALVO PREFERENCIAL
Geólogos, Engenheiros de Minas, Geofísicos, Técnicos em Mineração/Geologia e Prospectores.

OBJETIVOS DO CURSO
O curso propicia aos seus participantes:
Dirigir e aumentar a autoconfiança na aplicação de conceitos de Geologia Estrutural na exploração e pesquisa mineral.
Rever os principais aspectos mecânicos da deformação e estruturas tectônicas, suas classificações morfológicas e critérios de reconhecimento em rochas hospedeiras e de depósitos minerais.
Interpretar os resultados da análise geométrica e cinemática com base em fluxo de strain e migração de fluidos, visando construir bases para a aplicação destes dados na exploração e geologia de depósitos minerais, em diferentes escalas.
Aplicar os modelos fundamentais de migrações de fluidos em rochas deformadas, em diferentes ambientes geotectônicos.
Exercitar técnicas de planejamento de prospecção mineral com base em dados de campo de Geologia Estrutural e de Geologia de Depósitos.

MÉTODO
Aulas expositivas e exercícios práticos em sala de aula.

CONTEÚDO DO CURSO
Dia 1
Manhã: Tensão e Fácies de Deformação. Framework para os depósitos minerais.
– Tensão e aplicações da Mecânica dos Meios Contínuos.
– Força e esforço; Esforços normal e cisalhante; Cisalhamento simples e cisalhamento puro; Esforço em um ponto; O elipsóide de esforço e sua aplicação em Geologia; O vetor de convergência e divergência regional.

Tarde: Deformação das Rochas na Terra.
– Os diferentes tipos de deformação das rochas; Modelos de Deformação Complexa (Deformação Transpressiva – Transtensiva); Conceito geométrico de deformação (elipsoide de strain) e conceito mecânico de strain (fluxo e vorticidade). A deformação progressiva e particionada; fluxo plástico; comportamento rúptil e dúctil; Fácies de deformação e sua aplicação em Geologia e na relação com fluidos e depósitos minerais;
– Aplicação de exercícios sobre domínios estruturais, partição de deformação e fluidos.

Dia 2
Manhã: Controle Estrutural de Depósitos Minerais; Relações entre Deformação e Fluidos.
– Geometria, cinemática e controles de permeabilidade/porosidade; Preparação das rochas por ação de deformação: Deformação ativa durante fluxo de fluidos hidrotermais.
– Caminhos dos fluidos em direção ao depósito; Sistemas hidrotermais; Mecanismo de bombeamento hidráulico, migração, transporte e trapeamento de fluidos em sistemas estruturais.

Tarde: Análise estrutural de sistemas de falhas e depósitos minerais.
– Mecanismo de deformação rúptil; As fraturas e relações entre esforço e fluídos;
– transição rúptil – dúctil.
– Fraturas: tipos e critérios de fraturamento e seus efeitos; Fraturas de tensão e depósitos epitermais.
– Falhas: morfologia das falhas, anatomia das falhas, deslocamentos dos blocos.
-Análise de estruturas rúpteis e timing da mineralização em relação a deformação; Geometria, cinemática, e controles da distribuição da mineralização em sistemas de jogs dilatacionais; Zonas de danos e depósitos.
– Análise estrutural de veios e sistemas de veios; Tipos de veios e importância como indicador de deformação e sobreposição de deformação tardia em depósitos minerais.

Dia 3:
Manhã: Os sistemas tectônicos e características de controles estruturais de depósitos.
– Estilos tectônicos regionais; natureza e distribuição de depósitos minerais.
– Sistema Tectônico Extensional; Desenvolvimento de bacias; Relações entre mecanismos de extensão e distribuição de fluidos na litosfera; Potencial econômico de diferentes tipos de bacias; bacias arqueanas/proterozoicas greenstone belts; rifts arqueanos/proterozoicos; bacias intracratônicas e bacias pull apart.

Tarde: Apresentação de caso.
– A Província Mineral de Carajás.
– Aplicação de exercícios sobre depósitos em ambientes greenstone belts.

Dia 4:
Manhã: Sistemas Compressivos e Oblíquos; Cinturões Colisionais e Depósitos Minerais.
– Falhas de Cavalgamentos: nomenclatura e mecânica de formação; Leques imbricados; Duplexes de cavalgamentos; Dobras; Organização espacial de dobras.
– O Sistema Direcional-Oblíquo. Estruturas conjugadas: falhas direcionais: geometria; deslocamento horizontal e vertical; Falhas secundárias e fraturas; Terminações em splay; Dobras relacionadas às falhas direcionais; Duplexes direcionais.
– Bacias Pull-apart; Magmatismo associado a tectônica obliqua; Transpressão e transtensão em tectônica oblíqua.

Tarde: Inversão tectônica; instalação e migração de fluidos em ambientes extensionais e colisionais.
– O papel da inversão tectônica na formação de traps, migração e redistribuição de fluidos.
– Modelos geométricos e cinemáticos de estruturas de inversão; Tipos e intensidade de inversão.
-Exemplos de bacias invertidas de diferentes idades e ambientes tectônicos; a ambiguidade colisão/subducção/inversão e implicações para os depósitos minerais.

Dia 5:
Manhã: Análise estrutural de dobras, sistemas de dobras e zonas de cisalhamento dúctil.
– Deformação Dúctil; Dobras e Zonas de Cisalhamento Dúctil; Mecanismo de deformação plástica no estado sólido.
– Dobras; descrição geométrica; Modelos cinemáticos de dobramento; mecanismos e processos de dobramentos; padrões de interferência e redobramentos, dobras em zonas de cisalhamento, dobras de níveis crustais rasos; fluidos e deformação.
– Foliações e lineações em rochas deformadas: conceitos básicos, terminologia, lineações relacionadas a processos dúcteis, lineações e cinemática.
– Zonas de Cisalhamento e Milonitos: cisalhamento simples e puro em zonas de cisalhamento e vorticidade; Milonitos e indicadores cinemáticos.
– Interpretação de zonas de cisalhamento no contexto do timing da mineralização, e suas influências na distribuição da mineralização e geometria do depósito. Exumação de cinturões colisionais.

Tarde: Mapeamento estrutural com base em dados de campo e de perfuração de sondagens.
– Planejamento de campanhas de sondagens; Classificação dos dados para a determinação do controle estrutural de minério (plunge / distribuição); Interpretação estrutural em testemunhos de sondagens. Aplicação de exercícios.

PERFIL DO INSTRUTOR
Roberto Vizeu Lima Pinheiro é geólogo graduado pela UFPA em 1982; mestre em Geologia pela UFPA em 1986 e doutor em Geologia Estrutural pela University of Durham, Inglaterra, em 1997, onde apresentou tese sobre Tectônica da Região de Carajás (PA). É Professor Associado da Faculdade de Geologia e da Faculdade de Geofísica da UFPA onde leciona desde 1988, dedicando-se principalmente a disciplinas das áreas de Geologia Estrutural, Geotectônica, Tectônica de Bacias Sedimentares, e Mapeamento Geológico. Participou do Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica da UFPA entre 1997 e 2005, ministrando disciplinas, e orientando e co-orientando dissertações e teses, notadamente em áreas da Província Mineral de Carajás (PA). Tem 16 artigos na área de Geologia Estrutural publicados em revistas e periódicos internacionais. Ministra curso de Geologia Estrutural Aplicada a Depósitos Minerais no Programa de Pós-Graduação em Geologia da UNB desde 2014; e em empresas privadas e órgãos governamentais (CPRM, Belém). É consultor independente na área de Geologia Estrutural e Depósitos Minerais desde 1998, trabalhando particularmente na região de Carajás (PA), e em diversas outras províncias mineiras no Brasil (Amapá, Tocantins, Maranhão, Tapajós, Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Ceará, Sergipe e Roraima); e na África (Gabão e Angola).

LOCAL
As aulas serão realizadas em Belo Horizonte/MG no hotel San Francisco Flat, localizado na Avenida Álvares Cabral n º 967, Bairro Lourdes CEP 30.170-001, telefone: (62) 3257-1000.
O hotel San Francisco Flat oferece diárias com desconto aos inscritos no curso, bastando informar no ato da reserva que irá participar do CURSO ADIMB.

INSCRIÇÃO e PAGAMENTO
A inscrição no curso pode ser feita através do preenchimento do formulário online clicando aqui.
O pagamento da inscrição deverá ser feito somente após o preenchimento do formulário, através do sistema PagSeguro. Profissionais de empresas associadas à ADIMB e de instituições públicas podem entrar em contato através do e-mail contato@adimb.org.br ou pelo Tel: 61 3326-0759 para informações sobre outras formas de pagamento e reservas de vagas.
As reservas ou inscrições que não forem confirmadas até 15 dias antes do início do curso serão canceladas.

INVESTIMENTO
R$ 1.700,00 (Profissionais de empresa ou instituição pública associada à ADIMB)
R$ 1.500,00 (Professores e Pesquisadores)
R$ 1.900,00 (Profissionais de empresa ou demais instituição pública NÃO associadas à ADIMB)